Shemah

Chega de Blá Blá Blá

Shemah

chords

by  LEOPOLIN

save to print version add songbook text version e-mail correct tuner
chordsukulelecavacokeyboardtabbassdrumsharmonicaflute Guitar Pro
close

there isn't a video lesson for this song

chords

Chega de Blá Blá Blá

(Letícia Castro/ Paulo Santos)

	  		B7sus4         Emaj7 
 
Olhar o mundo não basta 
 
     B7sus4 
 
Experimente 
 
                     D7sus4  B7sus4  C#m11              Cmaj7 
 
Tente se aven........tu.........rar, arriscar 
 
            B7(b9)   
 
Pra trilhar seu caminho 
 
          Em7(9)               Em7/D 
 
É preciso um pé no ar 
 
C#m7(b5)  Cmaj7                 C#m7(9) 
 
Respirar fundo e se banhar no mundo 
 
A7sus4 G#m7(9) 
 
No mundo azul 
 
      Gmaj7                               C#m7(b5) 
 
As últimas palavras da canção 
 
         F#7/13-   C7(b5)9      Bm7    F7sus4    E7sus4    D#7(b5) 
 
O poeta deixou pra você 
 
  
 
Dmaj7           C#7      F#maj7 Dmaj7  C#7 F#maj7
 
Chega de blábláblá,       ati......tude! 
 
            Dmaj7                   C#7          F#m7(9) 
 
Se o mundo ainda olhar pra trás 
 
F#m7/E    Dmaj7 Amaj7/C# Bm7    C#7sus4   (D#7sus4) 
 
Fé em Deus     pra continuar 
 
  
 
D#m(9)             B7(13)                  D#m7(9) 
 
Sonha! É preciso esboçar o novo 
 
                   C#7sus4                   C7sus4 
 
Faz! É preciso realizar o sonho 
 
                  Bmaj7                                    G#/A#    A#7(#5) 
 
Surpreender a vida, se lançar sem medo 
 
       D#m7(9)                         D#m7/C#                    Bmaj7 
 
Esquece aquele papo antigo que pra acreditar 
 
                                           F#/A#         Amaj7       Dmaj7 
 
Tem que primeiro enxergar, planejar, calcular 
 
                C#7(b9)  F#m7 
 
Desburocratizar a fé 
 
                   Dmaj7       Amaj7/C#  Bm7        Bm7/A         G#m7(b5)    C#7sus4    D#7sus4 
 
Pra que a vida completa         possa a todos chegar, já! 
 
  
 
Texto: 
 
Na era em que o sonho é expurgado do mundo, enterrado vivo, mutilado, desenganado. 
Faltam caminhos, rotas, chegadas. O que se consome não é a verdade, são enganos travestidos. 
O medo é enlatado, vendido em qualquer esquina. A cidade está infestada pela cólera chamada conformidade. 
O riso, o grito, o mito, estão todos rasgados, amordaçados, evaporam num chão de asfalto quente e cinza. Resignados, ignorantes, i
gnoramos a ignescência da vida que convida a ligar, a sonhar, a movimentar a alma, desafiar a inércia, construir caminhos, rotas, chegadas. 
 

		  

Full key step upFull key step up
Half key step upHalf key step up
Half key step downHalf key step down
Full key step downFull key step down