Marcelo Oliveira

Quando Uma Lagrima Se Fez Espelho Da Alma

Marcelo Oliveira

chords Expert expert

by  JONATHANV

save to print version add songbook text version e-mail correct tuner
chordsukulelecavacokeyboardtabbassdrumsharmonicaflute Guitar Pro
close

there isn't a video lesson for this song

chords

Quando Uma Lagrima Se Fez Espelho Da Alma

	  		F#m                                  Bm 
Uma lágrima encheu os rios da face 
          E  C#7                   F#m     
Do bisavô, ao visitar o seu passado 
                                                   Bm 
Entre lembranças dissipadas pelo tempo 
               E  C#7                               F#m 
Iguais retratos que envelhecem, desbotados 

                Bm 
E na cacimba de água clara das retinas 
           F#m 
Se refletiu aquele tempo que se foi 
              E 
Do povo índio defendendo a sua terra 
                   D     C#7                    F#m           E 
Até os tropeiros das canções do êra boi 

                  A 
Falou de escravos derramando suor e sangue 
                    C#7 
Cercas, mangueiras, levantando em pedras mouras 
                  D  
De mãos rurais antes de lanças e garruchas 
            C#7                                    F#m             E 
Pelos galpões, firmando o pulso nas tesouras 

                A 
Cordas sovadas pelas mãos de homens campeiros 
                 C#7 
Cimbrando golpes no sustento dos rituais 
            D 
As nazarenas nos garrões dos domadores 
              C#7                                    F#m             E 
E as boleadeiras em mundéus para os baguais 

A         
E através do espelho da alma pude ver 
C#7 
Que o ancestral e o campo sentem a mesma dor 
    D 
Feito uma tropa que se vai, gastando léguas 
                C#7                                     F#m 
Sem nem saber o que há no fim do corredor 

Introduçao: A C#7 D C#7 F#m 

F#m                                             Bm 
Mirando largo o horizonte dos meus olhos 
              E         C#7                     F#m 
Sentiu o campo, maltratado em sua essência 
                                                     Bm 
Falsos herdeiros reclamando a velha terra 
                  E  C#7                    F#m 
Sem nem notícias das origens ou querência 

                   Bm 
E viu que os homens continuam sendo escravos 
                      F#m 
Que há fios de arame no lugar de pedras mouras 
                    E 
Que mãos ociosas erguem foices e bandeiras 
               D     C#7                   F#m            E 
Enquanto isso, enferrujam-se as tesouras 

A 
Viu os arreios encilhando cavaletes 
              C#7 
Sovéus e laços sem espaço pra os pealos 
                D 
Que, sem garrões, as nazarenas silenciaram 
           C#7                                     F#m              E 
E as boleadeiras se esqueceram dos cavalos 

           A 
E, através do espelho d'alma, pode ver 
                  C#7 
Que a tropa anda e mais comprido é o corredor 
              D 
E que o campo, embora guapo, se ressente 
              C#7                                       F#m 
E, sem querer, segue sofrendo a mesma dor 
		  

Full key step upFull key step up
Half key step upHalf key step up
Half key step downHalf key step down
Full key step downFull key step down
hide glossary

See also:

chords Os Nativos - A primeira vez chords Teixeirinha - GAÚCHO DE PASSO FUNDO chords Os Monarcas - Baile de Candieiro chords Tchê Garotos - Ajoelha e Chora chords João Chagas Leite - Por Quem Cantam os Cardeais chords Os Serranos - Merceditas
e-chords

Other versions:

chords Marcelo Oliveira - Quando Uma Lagrima Se Fez Espelho Da Alma
auto scroll beats size up size down change color hide chords simplify chords drawings columns
tab show chords e-chords YouTube Clip e-chords hide all tabs e-chords go to top tab

share