Juliano Moreno

Romance Pra Outro Domingo

Juliano Moreno

chords Easy easy

by  BOMBAXXX

save to print version add songbook text version e-mail correct tuner
chordsukulelecavacokeyboardtabbassdrumsharmonicaflute Guitar Pro
close

there isn't a video lesson for this song

chords

Romance Pra Outro Domingo

	  		
Dm                                               A7 
Outro domingo, feito tantos, que o maio entrega mais frio... 
       Gm                 A                    50  53  42 40 
Estradeava rumo à vila num amanhecer sombrio... 
           Dm                                    A7 
Ouvia os cascos nas pedras, beirando o passo de um rio, 
              Gm              A                     Dm 
quando as tragadas de um fumo silenciavam os assobios. 

Bb B C                                              Bb 
  Depois do passo a imagem, de um mouro à sombra parado 
             Gm                               Dm 
e um paisano - (descansando) - numa botella abraçado... 
Bb B C                                         Bb 
- Destino que a vida entrega pra quem nunca teve norte, 
                   Gm                            A7  (D) 
nem santo no seu costado... mas sabe o valor da sorte! 

 D                                              Em 
Segui no tranco que vinha, até encontrar o povoado... 
                       A                        D 
...E o silêncio denunciava as carreiras e sombreados... 
                        Gm 
Foi quando a tarde estendeu-se - por copa, truco e uns pila... 
                        Bb                           A 
- Porque a ramada é 'carinhoâ?? pra quem tem vida tranqüila!... 

    D                                          Em 
... O dia cambiava a tarde, por noite, lua e sereno... 
                         A                            D 
Voltava ao tranco na estrada - topando um friozito bueno... 
                 Gm 
E a cena do amanhecer aos poucos foi ressurgindo... 
                     Bb                       A  (D) 
- O chapéu ainda no rosto e o mouro quase dormindo! 

Dm                                             A7 
Meu zaino roncava forte, por desconfiado e sestroso. 
        Gm                A7                         50 53 42 40 
Apeei calmo, em silêncio, e me acheguei por curioso... 
 Dm                                             A7 
Pois quem rondou nos bolichos, sabe da (dita), que é santa: 
          Gm                A7                   Dm 
- Por mais que a canha derrube o tempo sempre levanta! 

Dm Bb B C                                          Bb 
Sob o chapéu de aba larga - boca aberta, olhos cerrados! 
            Gm                                 Dm 
O fio de sangue ao pescoço contava de um fio afiado! 
Dm Bb B C                                  Bb 
E a botella de canha... sem nem um gole tomado!... 
          Gm                                   A7  (D) 
- Só o mouro sabe a verdade mas não fala do passado! - 

Dm Gm Bb A7 
Gm A7 Dm 
"O tempo mostrou-me antes, 
e eu cruzei sem fazer caso... 
Parei pensando comigo 
de olhos vagos e rasos... 
- Talvez vivo ainda dissese 
o que ninguém vai saber 
e o porque de partir antes 
a um filho que vai nascer!... 

O tempo, contou-me antes, 
tal se mostrasse sinais... 
...Mas pra salvar um amigo 
agora é tarde demais!... 
...Não foi por medo, de fato, 
tampouco por ser rogado, 
mas é que as pilcha eram nova 
e o mouro... 
...o mouro era emprestado!" 
		  

Full key step upFull key step up
Half key step upHalf key step up
Half key step downHalf key step down
Full key step downFull key step down
auto scroll beats size up size down change color hide chords simplify chords drawings columns
tab show chords e-chords YouTube Clip e-chords hide all tabs e-chords go to top tab

share